Jornal da Educação - JE ISSN 2596-223X - online -

Jornal da Educação-JE ISSN 2237-2164   impresso

Reportagens

Crianças constroem casa ecológica e aprendem a preservar o meio ambiente

Blumenau – Com a intenção de ensinar às crianças de três a seis anos a importância da reciclagem de lixo, consumo consciente e preservação da natureza, o Centro de Educação Infantil Olga Brehmer desenvolveu ao longo do ano o projeto “Casa Ecológica, Reciclagem e Educação Ambiental”.
 
 

 
O projeto incluiu a coleta seletiva de lixo, reciclagem de materiais descartáveis, confecção de brinquedos e a construção de uma casinha totalmente ecológica. As atividades, sempre concretas e lúdicas, são mais apropriadas para a formação dos cidadãos, que crescem envolvidos em ações de preservação ambiental. 
Cada uma das 13 turmas elaborou atividades diferenciadas, como estudos sobre a coleta seletiva, passeios ecológicos para identificar resíduos mais comuns encontrados nas ruas, conhecer o processo da reciclagem, realizar a coleta seletiva em casa e na escola, para em seguida, comercializar o lixo coletado, entre outros.
Os materiais coletados foram ainda usados para a criação de  objetos artísticos, de decoração, brinquedos e utilidades e, ao final, construir e decorar uma casa ecológica.
“A Casa Ecológica foi uma forma encontrada pelas professoras e educadoras para socializar com as crianças, pais e comunidade os resultados dos conteúdos de educação ambiental que foram trabalhados no decorrer do ano”, explica a coordenadora Lucimar Arruda.
 
 
Demonstrando como é possível viver bem provocando o menor impacto possível na natureza, a instalação artística apresentou também possibilidades e sugestões das crianças sobre como seria uma casa ecológica, com decomposição de lixo, aproveitamento de materiais e reciclagem.
“Dessa forma, ensinamos já nos primeiros anos, novas formas de se relacionar com a natureza e com a sociedade e acreditamos que sensibilizar para o consumo consciente é o caminho. Uma vez que se tenta mostrar à criança que cada bem produzido, envolve uma complexidade de consequências e tem um custo para a sociedade e para a natureza”, completa Lucimar. 
 
A casa ecológica pode ser visitada até o dia 22 de dezembro.