Jornal da Educação - JE ISSN 2596-223X - online -

Jornal da Educação-JE ISSN 2237-2164   impresso

Projeto Perfil
Garuva

Garuva, a caminho do tempo integral, oferece ensino de melhor qualidade


     A conferência que discutiu e elaborou o Plano Municipal de Educação estipulou as metas a serem atingidas nos próximos dez anos, encerrou-se no dia 14 de novembro. A garantia de ensino fundamental obrigatório de nove anos de duração a toda criança de 6 a 14 anos e a ampliação da oferta deste nível de ensino aos demais munícipes, que não estudaram na idade própria, são as principais determinações.

     A próxima fase é a transformação do documento em lei e sua publicação oficial. Além da garantia de ensino, o novo plano prevê a implantação de tempo integral em todas as escolas da rede municipal até 2010. 

     Para implementar as propostas educacionais, a  administração do Prefeito João Romão contou, inicialmente, com o empenho da ex-secretária Marli Grun Parisotto, e desde o final de novembro, a Orientadora Educacional Márcia Corrêa assumiu a Secretaria de Educação.

     As primeiras Escolas a ser implantado o turno integral, são as Escolas Municipais "Içá Mirim" e "Guilherme Benkendorf".


     Ensino de qualidade a todos os 460 alunos da Educação Infantil e 1304 do Ensino Fundamental é o principal objetivo do trabalho dos profissionais que atuam na Secretaria da Educação e dos demais 180 profissionais da educação entre diretores de escola, professores, especialistas, merendeiras e serventes.

     Para alcançar este objetivo, entre outras ações,  em 2006, foi adotado na rede municipal o material didático do Sistema OPET de ensino. Todos os alunos recebem gratuitamente as apostilas e os professores participam de cursos de formação oferecidos pela própria editora facilitando a utilização integral do material em benefício dos alunos.

     “A adoção do material didático da editora OPET facilita também o acompanhamento e a supervisão da Secretaria sobre o trabalho desenvolvido em sala, pois as aulas e a seqüência de conteúdos pode ser seguida, inclusive pelos professores substitutos”, explicaram a Chefe de Setor Maria Edlamar Aguiar Costa e Secretária da Educação na época da adoção do material da OPET, Marli G Parisotto.

     “Além dos cursos, os professores têm suporte pedagógico contínuo via internet ou por telefone. O livro didático recebido do MEC é mais um material à disposição do professor e dos alunos e também favorece à qualidade de ensino”, completa Marli.

     A permanência dos alunos na sala é garantida por programas como o APOIA, em parceria com o Ministério Público e o Projeto Ser Cidadão. 

     O APOIA, coordenado pela Orientadora Educacional  Márcia Corrêa, atende crianças que faltaram às aulas, cinco dias consecutivos, ou sete alternados, no período de um mês.

Transporte escolar 

     O investimento anual na compra de passes para transportar os 1100 estudantes da rede municipal e estadual, que moram a mais de 3KM da escola, representa um investimento de R$685.500,00 por ano, com recursos dos cofres municipais, do convênio com o Governo do Estado e do FUNDEB.

Inclusão

     Um total de 15 crianças deficientes freqüentam as aulas em salas de aula comum nas escolas da Rede Municipal.

     Para atender melhor a estas crianças e as demais, são contratados mais um professor por sala. Foi realizado adaptações no espaço físico das escolas municipais "Vicente Vieira" e "Guilherme Benkendorf" e  adquiridos materiais adaptados como carteiras, cadeira de rodas e adaptadores de material escolar.

     Desde maio de 2006, os deficientes têm  atendimento especializado e gratuito com uma Terapeuta Ocupacional, semanalmente,  na Escola Municipal Vicente Vieira, das 17 às 19 horas, todas as sextas-feiras.

Aulas para jovens e adultos

     O último censo detectou que há mais de 900 adultos analfabetos em Garuva. Para possibilitar estudos a todos  os jovens e adultos que não estudaram na idade certa, a Secretaria firmou um convênio com o governo do Estado e com o programa Brasil Alfabetizado.

     O NAES de Garuva, administrado em parceria com a Gerência de Educação de Joinville, funciona na Escola Municipal Vicente Vieira, no período noturno, oferecendo aulas de alfabetização e nivelamento, de 5a a 8a série e de Ensino Médio.

     As matrículas estão abertas durante todo o ano, mas condicionadas à formação de uma turma na disciplina. A Professora Vera Lúcia Golin Gross, coordenadora do NAES, explica que “sempre que uma nova turma ou módulo está prestes a começar, vou à rádio divulgar”.

     Há núcleos nos bairros  Baraharas, Urubuquara e em Três Barras, mas nestes, as aulas atendem apenas quem está completando o Ensino Médio.

Música na escola

     Para viabilizar as aulas de música, a Secretaria adquiriu do idealizador do projeto “Pingos nos Hinos” Marcelo R. Silveira, o material didático. Uma publicação contendo a história, letra e estudos sobre os hinos Nacional Brasileiro, à Bandeira Nacional, da Independência, de Santa Catarina e de Garuva.

     As atividades na disciplina de Música visam desenvolver o gosto pela música e preparar os alunos para, mais tarde, aprender a tocar instrumentos.

     A Supervisora Adriane Beatriz Moecke Galando acrescenta que o resultado do trabalho de musicalização efetuado nas escolas, pode ser apreciado, durante a 1a Mostra de Música de Garuva, que aconteceu paralelamente à Feira Anual de Encerramento do Projeto Ser Cidadão, nos dias 28 e 29 de novembro, no Ginásio de Esportes Evandro Nagel.

Login Form