Jornal da Educação - JE ISSN 2596-223X - online -

Jornal da Educação-JE ISSN 2237-2164   impresso

OS DEZ PIORES CONCEITOS DA RELIGIÃO

 

Na edição anterior, apresentei as boas ideias da religião. Hoje veremos preceitos negativos da crença, que têm causado ao longo do tempo graves problemas para a humanidade.

1. Obrigação de acreditar. Você pode ser a melhor pessoa do mundo, mas se não crê, vai ter problemas. Em sua essência, grande parte das religiões privilegia mais a crença do que o caráter.

2. Leis sagradas. Atribuir a autoria de uma lei a um deus era comum na Antiguidade, porque dava mais credibilidade. Em nome de um código religioso, pessoas inocentes foram mortas em fogueiras e forcas. Ainda hoje vemos que em certas partes do mundo isso não mudou.

3. Matar em nome de Deus. As Guerras Santas promoveram carnificinas sangrentas justificadas pela crença de que Deus aprecia o sangue derramado em seu nome. O terrorismo religioso atual segue na mesma linha de pensamento.

4. Inferno. A fim de manter seu poder e domínio sobre as massas, os antigos sacerdotes inventaram o inferno, cujo lugar receberia aqueles que não pagassem tributos e não se comportassem de acordo com a lei. A crença no inferno pode trazer problemas graves, especialmente de ordem sexual.

5. Povo eleito. A ideia de ser uma nação preferida por Deus surge bem antes do povo bíblico. Sumérios, babilônicos e assírios já se reconheciam como um povo amado por Deus sobre todos os outros. O conceito de povo eleito é arrogante, separa pessoas e causa discórdias.

6. Mutilação genital feminina. Realizada geralmente em meninas entre quatro a doze anos, o objetivo é impedir que, ao crescerem, sintam prazer e se tornem “prostitutas”. A MGF pode trazer problemas físicos e psíquicos para o resto da vida.

7. Em defesa da honra. Costume tribal que se deslocou para algumas religiões. Segundo a ONU, cinco mil meninas e mulheres são mortas todo ano no mundo porque ofenderam a honra de suas famílias, por comportamentos como: ter relação sexual antes de casar, usar roupas inadequadas e adultério.

8. Himenolatria. Entre os bandos primitivos, a virgindade da mulher era moeda de troca. Daí todo rigor para que ela permanecesse virgem até casar. As que se descuidavam, eram expulsas de casa ou mortas. E isso ainda acontece em certos locais do planeta.

9. Misoginia. A legislação de muitas religiões considera a mulher inferior ao homem. Tal fato contribui para que, ainda hoje, ela seja desprezada, violentada e assassinada por homens que mantêm o mesmo preconceito dos antigos.

10. Homofobia. No mundo antigo a homossexualidade era aceita ou tolerada na maioria das sociedades. Com o advento do judaísmo, cujos preceitos influenciaram religiões posteriores, os homossexuais foram – e ainda são - discriminados, perseguidos e assassinados em nome da fé.

Login Form