Notícias

Notícias - Últimas Notícias
ESCOLA ENSINA - FAMÍLIA EDUCA
JORNAL DA EDUCAÇÃO - 25-Jan-2017
Atenção senhores pais e mães‼ Está se aproximando o início do ano letivo e é sempre bom lembrar que é em casa que as crianças devem aprender:✅01- Bom dia✅02- Boa Tarde✅03- Por...
Notícias - Últimas Notícias
Abertas vagas para Ingresso nos cursos superiores do IFC
Assessoria IFC Araquari - 17-Fev-2016
CURSOS SUPERIORES GRATUITOS COM SELEÇÃO PELO HISTÓRICO ESCOLAR Quatro cursos de nível superior do IFC Araquari (e demais unidades de SC) estão com vagas abertas para cadastro de reserva, com sele...
Notícias - Últimas Notícias
Começa Feira Estadual de Matemática
Jornal da Educacao - 28-Out-2015
A partir desta quarta-feira, 28 de outubro, acontece em Joinville a 31ª Feira Catarinense de Matemática. A abertura será às 18 horas, no Expocentro Edmundo Doubrawa, seguida de visitação pública. A or...
Notícias - Últimas Notícias
Compusoftware promove série de webcasts gratuitos ao longo do ano - exclusivo internet
Jornal da Educacao - 13-Jul-2015
A Compusoftware Solutions & Reseller, empresa da Globalweb Corp, um dos maiores conglomerados brasileiros de Tecnologia da Informação (TI), promeve, ao longo do ano, uma série de webcasts mensais...
Notícias - Últimas Notícias
Planejamento escolar = sucesso nos estudos
MARIA GORETI GOMES - 05-Fev-2015
Cerca de 60 mil alunos começam nesta quinta-feira o ano letivo de 2015 nas escolas municipais de Joinville. Eles vão ocupar as salas de 83 escolas do ensino fundamental e de 61 dos centros de educaçã...

Cadastro






Esqueçeu a senha?
Sem conta? Criar Conta!
Concursados da rede estadual de SC escolhem vagas de 25 a 27 de novembro
Classificação: / 0
Escrito por Jornal da Educacao   
22-Nov-2013

Os professores aprovados no Concurso Público de Ingresso no Magistério Público Estadual terão a oportunidade de escolher onde atuar, na 2ª Chamada, entre os dias 25 e 27 de novembro, nas Gerências de Educação. A escolha das 3.319 vagas para a Rede Estadual ocorrerá de acordo com a classificação do candidato e o cronograma abaixo, estabelecido pela Secretaria de Estado da Educação, é válido para todas as regiões do Estado.

Os novos professores irão atuar no Ensino Fundamental e Ensino Médio nas Unidades Escolares da Rede Pública Estadual de Ensino. Serão efetivados professores em todas as disciplinas relacionadas no edital.

 De acordo com a diretora de Gestão de Pessoas, Lúcia Gorges, o concurso realizado em 2012 efetivou este ano 1.681 professores e para a segunda chamada abriu mais 3.319 vagas. “Tivemos bastante trabalho e fizemos a seleção de vagas com muita responsabilidade. É uma análise profunda que deve ser feita para, lá na frente, não termos problemas com excesso de professores e poucos alunos, já que a taxa de natalidade está caindo a cada ano”, destaca Lúcia.

Para garantir a vaga, o candidato deverá apresentar-se no horário marcado para a disciplina em que estiver classificado e no local determinado, munido da sua carteira de identidade. Após a confirmação da escolha de vagas, o candidato será nomeado mediante ato do Chefe do Poder Executivo a ser publicado no Diário Oficial do Estado no dia 15 de janeiro de 2014. A posse será no dia 5 de fevereiro.

 

CRONOGRAMA PARA ESCOLHA DAS VAGAS:

 

Dia 25 de novembro

Língua Portuguesa/Literatura - 9h

Inglês – 10h30

Alemão – 11h30

Italiano – 14h

Espanhol – 14h30

Matemática – 15h

Física – 16h30

Química – 17h30

 

Dia 26 de novembro

 Geografia - 9h

História – 10h

Filosofia – 11h

Sociologia – 11h30

Educação Religiosa – 14h

Ciências – 14h30

Biologia – 15h30

Educação Física – 16h30

Artes -17h30

 

Dia 27 de novembro

 

1º ao 5º Ano – Anos Iniciais do Ensino Fundamental – 9h

 
Senado aprova utilidade pública para universidades da Acafe
Classificação: / 1
Escrito por MARIA GORETI GOMES   
09-Out-2013

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovou por unanimidade o projeto, relatado pelo senador Luiz Henrique (PMDB-SC), que institui o chamado Termo de Parceria, instrumento a ser firmado pelas instituições comunitárias de Educação Superior e Poder Público – ICES - com o Poder Público.

Com a aprovação da chamada utilidade pública, as 16 unidades do sistema Acafe de Santa Catarina deixarão de pagar os excessivos impostos atuais, além de estarem habilitadas a captar recursos federais e estaduais.

- Conseguimos transformar um projeto que tinha muitas objeções, principalmente por parte da bancada governista, numa aprovação unânime. O novo estatuto das nossas universidades comunitárias vai lhes dar novo fôlego e condições de sobrevivência. O que esperamos agora é que esse projeto não seja vetado e que as universidades comunitárias possam se livrar de imposições do fisco que são injustas – comemorou Luiz Henrique.

Este Termo de Parceria discriminará direitos, responsabilidades e obrigações das partes. De acordo com o relatório, as instituições deverão ofertar serviços gratuitos à população, proporcionais aos recursos que obtenham do poder público.

-  É muito prazeroso para o sistema comunitário das universidades brasileiras terem o seu trabalho reconhecido e por unanimidade na CCJ. Esse é um passo importante para que esse segmento possa cada vez mais ampliar e possibilitar a melhoria e a qualidade do ensino superior brasileiro, atendendo metas nossas e do governo federal – comemorou o presidente da Acafe (Associação Catarinense das Fundações Educacionais), Mario Cesar dos Santos.

Santos comandou um grande grupo de reitores catarinenses, que acompanhou a votação na CCJ.

Também acompanharam a sessão na CCJ, os deputados federais catarinenses Pedro Uczai (PT) e Jorginho Mello (PR).

De autoria da Deputada Maria do Rosário e outros deputados federais, o projeto de lei segue agora à sanção presidencial.

Fonte: Assessoria LHS 

 
INDISCIPLINA E APRENDIZAGEM
Classificação: / 0
Escrito por Maria Goreti Gomes   
30-Ago-2013

Image
Lidar com a indisciplina dos alunos é o maior desafio das escolas na atualidade

Escola deve ter e cumprir o Regimento Interno.

Como garantir ensino de qualidade aos bons alunos?

Uma história:

A professora Jacira, tem 17 anos de experiência em sala de aula. Optou pela profissão de professora de Matemática porque sonhava em ajudar a melhorar a vida de brasileiros. Mas há alguns meses, ela acorda na segunda feira pela manhã com a impressão de que hoje é seu dia de ir para o desfiladeiro do abate.  A sensação de pânico cresce à medida que ela se aproxima da escola. Na primeira aula da semana terá que reunir todas as suas forças para enfrentar o 6ºB. São quatro os seus maiores desafios.

Uma aluna, Bruna, 15 anos, repete pela terceira vez o mesmo ano e continua em sala apesar de não fazer exercícios, não copiar e em algumas disciplinas, nem caderno ter. Mas ela continua lá, na sala de aula, trocando olhares sensuais com os meninos de 11, 12 anos e agressivos, com as meninas que tem a coragem de lhe dirigir a palavra. A mãe de Bruna já foi chamada à escola dezenas de vezes, mas não quer colocar a garota no EJA. O pai nunca apareceu.

Sávio tem 12 anos, é repetente, mas em junho ainda não tem sequer caderno de matemática. Em sala ocupa o tempo entre brincadeiras com o colega Ademir, 11 anos, e as bolinhas de papel e outros objetos que jogo nos colegas e nos professores. Sem caderno, não tem porque copiar os conteúdos ou onde fazer os exercícios propostos.

Na mochila, no máximo, uma bola, o celular que permanece ligado e o boné que usa quando está com sono ou sem vontade de brincar em sala, para disfarçar a soneca.

Ademir, colega de Sávio, é mais amigo de Cleiton. Os dois conseguem planejar a próxima “briga” em sala de aula a cada dia. As folhas do caderno, em branco, são usadas como arma já que preferem colocar algum objeto pesado dentro antes de jogar nos outros.

O ventilador da sala está com as pás quebradas por conta das brincadeiras dos alunos. Entretanto o pior são as “brincadeiras” que envolvem a moral e o humor dos professores que, nas palavras dos alunos, são velhos e chatas demais.

Já não há mais espaço no livro de ocorrências da turma, que está na gaveta da mesa do professor. Entretanto, conversando com os colegas, ninguém sabe de qualquer providência tomada pela direção da escola e, na reunião pedagógica da semana passada, o tema sequer foi tratado.

Ensinar matemática para esta turma, que tem outros 26 alunos, entre eles alguns que querem aprender, é a obrigação de Jacira.

Jacira geralmente chega à escola desanimada, olha para as carteiras cobertas de desenhos estranhos, grande parte feitos com corretivo (que é proibido na escola).

Entrar na sala do sexto ano sem muita perspectiva de conseguir ensinar exige uma dose extra de esforço. 

E, novamente, chega à escola desanimada, mas determinada a dar mais atenção aos seis estudantes que costumam fazer todas os exercícios e tarefas solicitados e participam ativa e positivamente das aulas.

Estes alunos tem sido sua motivação para continuar a dar aulas naquela turma. E hoje a professora está mais forte porque na quinta-feira terá consulta com o psiquiatra, marcada há três meses. 

 

Image
Campanha no Facebook

Ler mais...
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 17 - 20 de 140
Advertisement

Qual a sua opinião?