O professor precisa de cuidado (Outubro/2008) PDF Imprimir E-mail
Classificao: / 0
PiorMelhor 
Escrito por MARIA GORETI GOMES   
23-Out-2008


Desde a Grcia antiga, os sbios se constituem numa classe privilegiada de homens com direito a cuidados especiais, pois tm a misso mais do que especial de orientar os governantes. Sempre coube a estes intelectuais tambm educar os filhos dos governantes e a casta "superior" da sociedade.
Os sbios e intelectuais eram os professores dos nicos alunos possveis, os filhos da elite poltica e econmica. Portanto, a humanidade sempre cuidou bem de seus sbios e intelectuais (os professores, filsofos, cientistas e pensadores).
A eles sempre coube ensinar, assessorar, manter e ajudar os governantes a permanecer no poder, para ter tranqilidade para pensar em estratgias e pesquisar o comportamento humano, lhes foi dado uma vida tranqila sem sobressaltos do ponto de vista da sobrevivncia financeira.
Os professores, at a Era Moderna, continuavam com a incumbncia de educar os filhos da elite e dos mandatrios. Portanto, sua importncia e influncia sobre a sociedade e seus lderes eram inquestionveis. Por esta razo, o tratamento, os aposentos e principalmente os "salrios" a eles dispensados, especialmente nos palcios, despertavam a inveja e a ira dos demais "amigos do Rei".
Com a industrializao e a necessidade de que a populao em geral tivesse mais conhecimento tcnico e cientfico a classe mdia passou a ter o privilgio de colocar seus filhos na escola. Os sbios e pensadores, que at ento educavam somente os filhos da elite detentora do poder, passaram a ensinar a um grupo intermedirio e muito maior.
Imediatamente, sua proximidade com os mandatrios foi questionada porque a escola continuou a educar do mesmo modo, colocando em discusso a necessidade de rodzio do poder.
Os pensadores, sbios, cientistas e professores deixaram de ter os privilgios de ser a terceira elite: a elite pensante. Sem este privilgio tiveram que comear a "correr atrs da sobrevivncia financeira". Sem dvida uma boa maneira de deix-los com menos tempo para pensar em modos de provocar o rodzio no poder.
A medida que o acesso escola foi sendo democratizado, foi aumentando a necessidade de professores, que em grande quantidade, foram perdendo seus privilgios, seus salrios e at mesmo seu status, por conta, principalmente, do poder e influncia sobre as classes populares que agora j poderiam almejar o poder, pois recebiam escolas semelhantes s elites hierarquicamente dominantes.
No Brasil, os professores (intelectuais e sbios) foram ao poder com Fernando Henrique Cardoso e as classes populares esto no poder com Lula, muito bem orientado por professores, intelectuais e sbios.
Entretanto, os professores perderam todos os seus privilgios, a categoria uma classe indispensvel para a sociedade, mas j "est em extino" .
Nas ltimas eleies, a quantidade de candidatos professores surpreendeu at mesmo s elites dominantes economicamente.
Os profissionais da educao continuam a ser uma categoria com status de sbio, mas perderam todos os privilgios que garantiam a tranqilidade para pensar e procurar o saber.
Os professores deixaram de ser autores do conhecimento, porque precisam cuidar da sobrevivncia material e j integram a classe intermediria entre o poder e a aristocracia. Agora, tanto quem est no poder, quanto a elite econmica que descuidou do professor mandando-o produzir em srie, precisa rever sua situao.
As filhas e filhos da classe mdia j no querem ser professoras ou professores. As meninas da classe alta no precisam mais serem professoras porque j tm licena para exercer outras funes no mercado de trabalho. Os herdeiros das dificuldades das classes baixas preferem outras profisses que possibilitem ascenso mais rpida ao poder.
Portanto, j que ningum mais quer ser professor, a categoria est em extino.
E assim como todo ser vivente em extino, os governos precisam implementar, com urgncia, polticas de cuidados especiais, projetos de valorizao e, principalmente, um lugar especial para os professores na sociedade.
Esta "raa", responsvel pela educao, tanto dos governantes, quanto das elites econmicas e dos trabalhadores necessrios mquina produtiva, est sofrendo de problemas psquicos, com a violncia natural do ser humano que no est mais sendo devidamente controlada nem pela espiritualidade, nem pela fora fsica e nem pela dominao intelectual.
Essa categoria est extinguindo-se e existe somente um modo de reverter o processo, que mundial, assim como a crise financeira: cuidados e lugares especiais.
Que os professores voltem a ter sua condio de vida, tempo e privilgios econmicos suficientes para produzir conhecimento verdadeiro e necessrio.
E talvez at mesmo serem includos na nova lista das espcies em extino que ser publicada nos prximos dias em Braslia
Os professores precisam de cuidados especiais, assim como o Mico Leo Dourado, a Ararinha Azul, a Ona Pintada...
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Qual a sua opinio?