Quando no se sabe para onde ir, qualquer caminho serve(JE 270) PDF Imprimir E-mail
Classificao: / 0
PiorMelhor 
Escrito por Maria Goreti Gomes   
24-Ago-2013


A frase resume bem o percurso da educao no Brasil nos ltimos anos. Desde 2010, sem Plano Nacional de Educao, governos, gestores, escolas e at professores e alunos vo levando...
Como na msica de Chico Buarque, mesmo com todo o emblema, todo o problema, todo o sistema, a gente vai levando essa chama. Mesmo com toda slaba, a gente vai dourando essa plula!.
A chama que todo professor tem em si, poderia ser inflamada com a melhora na qualidade do ambiente escolar e com a aprovao do Projeto de Lei 8035/2010 - o Plano Nacional de Educao para o decnio 2011-2020, apresentado em 20/12/2010 no Senado Federal, que est aguardando retorno da Mesa Diretora da Cmara dos Deputados, desde o dia 25/10/2012.
O retorno, remetido ao Senado Federal atravs do Ofcio 1.928/12 ainda no passou pelo tnel que liga as duas casas no Congresso Nacional, em sete meses.
Sem Plano Nacional de Educao h dois anos, o Brasil est sem rumo. Parado numa encruzilhada. A cada passo frente, outro na direo oposta. E, na sala de aula, o professor, solitrio, continua tentando ensinar do mesmo modo, para os mesmos alunos desinteressados, indisciplinados, sem metas, sem objetivos de aprendizagem e de vida.
Enquanto o PNE anterior tinha como meta a universalizao do ensino fundamental, para os brasileiros de 7 a 14 anos, e uma alterao feita na LDB por meio da Lei n 12.796, de 4 de abril de 2013, tornou obrigatrio o ensino entre os 4 e 17 anos, nada se tem com vistas a garantir a qualidade do ensino oferecido a todas as crianas e adolescentes que esto obrigados a freqentar as escolas.
Enquanto o programa Bolsa Escola visava a garantir que a criana estudasse em vez de trabalhar, o programa substituto, o Bolsa Famlia visa a dar uma renda extra s famlias que cumprem a obrigao mnima de matricular suas crianas na escola, no se tem notcia de programas que garantam a qualidade do ensino. At porque, antes de garantir qualidade do ensino, ser preciso garantir professor para todas as salas de aula.
H anos, o Brasil tem tentado resolver os problemas da educao implementando programas, cuja nica diferena para o antecessor, o nome. At mesmo a nomenclatura dos nveis de ensino e dos fundos de financiamento vm sendo mudados ano aps ano, mas continuam semelhantes em sua essncia.
A receita a mesma, discurso e propaganda de valorizao do professor sem nenhuma ao efetiva para tornar isto realidade. Ou vejamos, centenas de prefeituras e diversos estados no pagam sequer o Piso Nacional do Magistrio, em R$1.567,00, a seus professores. H ainda absurdos, como a prefeitura de Juazeiro do Norte (CE), que, em junho deste ano, reduziu em 25% o salrio dos professores.
Ou seja, estamos fazendo a mesma coisa e esperando resultado diferente. Vale lembrar que para Albert Einstein, insanidade continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.
Os testes de conhecimento e pesquisas divulgadas recentemente mostram que a educao o elo fraco da corrente do desenvolvimento brasileiro. E... continuamos sem rumo, sem meta e fazendo a mesma coisa e do mesmo modo, a gente vai levando. Mas esperamos resultados diferentes.
Em Santa Catarina, a situao no diferente. Sem Plano Estadual de Educao-PEE, que deveria estar em consonncia com o PNE, no final de 2012 , foi implantado o Frum Estadual de Educao para organizar o CONAE e... consolidar o PEE.
Ao mesmo tempo, nas prximas semanas, o Conselho Estadual de Educao deve lanar uma nova normativa para a avaliao escolar.
Entre as modificaes, espera-se, esteja o fim da recuperao paralela, que na prtica foi transformada em avaliao para substituio da nota baixa dos alunos.
Sem saber para onde vai, o pas viu seus jovens tomando as ruas e pedindo educao e sade padro FIFA, ou padro internacional.
A resposta foi a mesma de sempre: promessas de investimento maior na educao. Mas, o dinheiro ser investido em que mesmo?
No de projetos ou investimentos futuros que o brasileiro precisa. Neste momento, aqui e agora, antes de mais nada, preciso planejamento para investir corretamente o dinheiro pblico.
Planejamento, meta, objetivo e ao efetiva e eficaz so o nico caminho possvel para a educao e o Brasil. Discursos e projetos politicamente corretos produzidos por marketeiros no resolvem, no mudam o rumo e sequer amenizam a falta de qualidade do ensino.
E no jogando o peso nas costas dos professores que polticos e gestores se eximem da culpa. Projetos politicamente corretos mascaram a verdadeira causa da baixa qualidade de ensino.
Albert Einstein disse, tenha em mente que tudo que voc aprende na escola trabalho de muitas geraes. Tudo isso posto em sua mo como sua herana para que voc receba-a, honre-a, acrescente a ela e, um dia, fielmente, deposite-a nas mos de seus filhos.
E o qu o professor, a escola est depositando nas mos de seus filhos para que passem adiante? Qual herana as universidades tm depositado nas mos dos professores brasileiros durante a sua formao, para que eles possam depositar nas mos de seus filhos intelectuais? E estes, futuros professores, deixem como herana a seus futuros alunos?
, trata-se de uma roda viva. Enquanto o Brasil no souber o qu, como e nem a quem entregar o conhecimento herdado das geraes anteriores e sequer souber aonde quer chegar, mesmo com o nada feito, com a sala escura, com um n no peito, com a cara dura, no tem mais jeito, a gente no tem cura, mesmo sem saber at quando, a gente vai continuar levando...


Maria Goreti Gomes
Sobre este autor:
diretora, editora e jornalista do Jornal da Educao (ISSN 2237-2164)e do Jornal do Santos Anjos.Mestre em Educao e Cultura pela UDESC. Especialista em Jornalismo pela FURJ-INPG. Membrodo Comit de Planejamento Estratgico de Educao, do Instituto para o Desenvolvimento Sustentvel de Joinville, do Comit Regional de Educao da SDR-Joinville. voluntria na Comisso OAB vai Escola, da seccional de Joinville.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Qual a sua opinio?