Professor, o qu voc quer ser quando crescer? (Edio Maio/2007) PDF Imprimir E-mail
Classificao: / 2
PiorMelhor 
Escrito por Pergunta de professor   
28-Mai-2007


Osmar Emdio de Bezerra catador de coco do Vale do Rio So Francisco, localizado entre Pernambuco e Bahia. Ele tem ps e mos calejados e revelou, o que deseja para o futuro dos filhos: Dizem que um pobre no pode sonhar muito alto, mas eu queria que pelo menos um deles chegasse a ser professor. Se todos trs fossem professores estava bom demais para mim. A afirmao de Osmar ao programa Globo Reprter no dia 18 de maio, seguramente, doeu aos ouvidos de muitos professores pelo Brasil afora.

A imobilidade social no Brasil chega ao ponto de transformar a profisso de professor em sonho distante para os trabalhadores. E, professor profisso dos sonhos dos pobres, ento todo professor ou era pobre? a pergunta que muitos devem ter se feito naquele exato momento.

Se voltarmos dcada de 50, descobriremos que at aquela data, a profisso era exercida por homens e pelas filhas dos grandes fazendeiros ou dos detentores do capital. Alis, a nica profisso possvel para as mulheres nas dcadas de 50 e 60. Perodo em que o status da profisso estava no mesmo patamar que a de um mdico, advogado, ou engenheiro.

Este fato histrico remete a outro questionamento: a profisso perdeu o status porque tornou-se feminina? Fato constatado por uma pesquisa realizada em 2003, a qual revelou que 80% dos profissionais da educao da regio de atuao do Jornal da Educao (31 municpios catarinenses), so mulheres. Ou foi abandona pelos homens porque perdeu o status e a remunerao?

A incluso de todas as crianas brasileiras no sistema escolar e tambm de professoras para atender a estas crianas, teria provocado a queda da remunerao e a debandada dos homens da sala de aula; ou as mulheres, ao estudarem mais, conseguiram conquistar as vagas at ento ocupadas por homens no magistrio?
Estas so perguntas ainda sem resposta, pesquisas a serem feitas. Mas, via de regra, os homens foram abandonando o magistrio bsico e ingressando nas universidades, onde se ganha bem melhor. E a profisso perdeu seu status, na mesma velocidade com que o ensino, nas escolas pblicas e at mesma nas particulares, perdeu sua qualidade.

Afinal, os salrios dos professores so baixos porque ele desempenha mal seu papel na sociedade capitalista que o remunera, ou a qualidade do ensino baixa porque os professores ganham pouco? A mesma regra pode se aplicar ao status da profisso, ser que ele foi descendo juntamente com os salrios dos profissionais?
Vale sempre lembrar que o tempo de estudo, a energia, e principalmente as conseqncias para a sociedade, da m formao dos professores, podem ser equiparados as dos profissionais da rea de sade, engenharia e direito, mas o salrio e o status da profisso, nem de longe se parecem.

O desejo do trabalhador rural revela a situao quase vexatria, do ponto de vista econmico e de mobilidade social alcanada pelo profissional da educao no Brasil. Podemos concluir que ser professor o primeiro patamar, uma espcie de meio do caminho profissional. Se melhorar, o brasileiro pobre poder ser um profissional de outra rea qualquer. Para a sociedade brasileira, professor uma ocupao que os menos favorecidos intelectual e economicamente podem exercer, at encontrar ou se tornarem melhor, para ento exercer outra profisso.

E talvez no possamos esperar muito alm disso. Afinal, talvez e apenas talvez, em quatro anos, o professor brasileiro poder ter um piso salarial de R$ 850,00 como prope o governo, em seu Plano de Desenvolvimento da Educao. Precisa acrescentar algo para se prever o futuro do professor no Brasil?

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Qual a sua opinio?