JE é homenageado pela Câmara de Vereadores de Joinville (Ed. 265) PDF Imprimir E-mail
Classificação: / 0
PiorMelhor 
Escrito por Maria Goreti Gomes   
31-Out-2012


No dia 25 de outubro, a Câmara de Vereadores de Joinville realiza sessão especial em homenagem aos 25 anos do Jornal da Educação. A proposição da vereadora Tânia Eberhardt é o reconhecimento da comunidade joinvilense ao mais antigo veículo de comunicação totalmente segmentado para o setor educacional em circulação no país e que, se dedica a divulgar boas notícias da educação.

Nestes 25 anos, o JE tem seguido o código de ética do jornalismo e comunicado a seus leitores, principalmente aos profissionais da educação, o que seus membros fazem, sentem e pensam. E vai continuar cumprindo seu papel de estimular a discussão acerca dos problemas e contribuindo para encontrar soluções para a educação.

Na mesma semana, deve ser apresentada proposta de projeto de lei que cria a equipe de manutenção permanente das unidades de ensino de Joinville e encaminhada moção para que o governo do estado faça o mesmo nas SDRs, proposição do JE que sensibilizou a vereadora Tânia Eberhardt.

O reconhecimento chega em um bom momento, no mês em que se comemora o Dia do Professor. Divulgar as experiências de sucesso dos professores é a forma que o JE encontrou de valorizar o bom trabalho deste profissional, pois o ensino e a aprendizagem acontecem, efetivamente, na sala de aula.

A homenagem dá um novo impulso ao JE que teve também em seu de jubileu de prata, a campanha pela criação de equipes de manutenção permanente das escolas públicas, encampada pela vereadora Tânia e já inicia a preparação para, a partir das primeiras edições de 2013, publicar artigos científicos.

 Nossa campanha defende ainda que as obras de reforma e ampliação dos estabelecimentos de ensino da rede pública, sejam efetivadas durante o período de recesso escolar, pois é inadmissível que os estudantes e professores tenham de conviver com máquinas, equipamentos, poeira, entulho e barulho de construção durante o ano letivo.

 O objetivo é acabar com as interdições pela ação preventiva e, ao mesmo tempo, possibilitar que as direções de escolas, que também são professoras e professores, e demais profissionais da educação, possam se dedicar ao fazer pedagógico, melhorando ainda mais a qualidade do ensino, que é sua missão prioritária.

A proposta é que essas equipes, que deverão dispor de profissionais especializados e recursos específicos, tenham entre seus membros, um profissional da vigilância sanitária, que deverá orientar os demais membros, para evitar novas interdições de unidades de ensino no município. A população pode participar da campanha votando na enquete da página eletrônicas do JE (enquete página inicial) ou  curtindo nossa fanpage no Facebook.

Sensível aos problemas que envolvem a educação e a saúde, a vereadora Tânia Eberhardt que já esteve à frente da administração dos CERIs – Centros de Educação e Recreação Infantil e da secretaria de saúde encaminha, na mesma semana, projeto de lei prevendo a criação da equipe de manutenção pelo município de Joinville e moção para que o governo do estado também crie as equipes nas Secretarias de Desenvolvimento Regional-SDR.

O reconhecimento público pelo bom serviço prestado ao setor educacional, não somente de Joinville, mas de 30 municípios catarinenses, e de muitos outros pelo mundo afora, é também um incentivo para continuar este mesmo trabalho em prol da especialização cada vez maior dos profissionais da educação no ensino, o que resultará em mais qualidade de ensino.

Nunca é demais lembrar que o JE foi criado pelos professores e tem este profissional como seu principal público alvo e leitor. E como preconizava o filósofo Antonio Gramsci, há um século atrás, "o jornal é a escola dos adultos". Então, o JE é um meio disponível aos professores para se atualizar, manifestar suas opiniões, e principalmente trocar experiências positivas e melhorar a qualidade do ensino oferecido a nossas crianças, adolescentes e jovens.

Nestes últimos 25 anos, o JE promoveu e participou dos Congressos de Qualidade na Educação, evento sugerido para marcar um dos aniversários do JE, compartilhou o melhor do que os meios acadêmicos desenvolveram e ofereceram em cursos de aperfeiçoamento e meios para que os professores possam socializar os conhecimentos e melhorar sua atuação em sala de aula. Não por acaso, as escolas de Joinville estão entre as melhores colocadas no IDEB no Brasil.

Então, a homenagem é para nós que produzimos o único jornal segmentado para o setor educacional do estado de Santa Catarina, um reconhecimento pelo bom trabalho prestado à comunidade educacional e à sociedade.

 Como veículo de comunicação, o Jornal da Educação, não tem o poder de melhorar a remuneração dos professores e nem o seu ambiente de trabalho, mas ao publicar reportagem, está valorizando o professor que se dedica e é comprometido com o ensino de qualidade.

E assim pretendemos continuar, pois nossa missão primeira é valorizar o bom trabalho dos profissionais do ensino, os professores, pois concordamos com a escrita de Karl Konstantin Knüppel, fundador do manuscrito em alemão Der Beobachter am Mathiasstrom, o primeiro jornal de Joinville, publicado na primeira edição, no dia 2/11/1852: "

Não existe, efetivamente, nada mais interessante no mundo – nem mesmo para o mortal mais sábio e mais humilde – do que ler algo a respeito de sua pessoa".


Maria Goreti Gomes
Sobre este autor:
É diretora, editora e jornalista do Jornal da Educação  (ISSN 2237-2164)  e do Jornal do Santos Anjos.   Mestre em Educação e Cultura pela UDESC. Especialista em Jornalismo pela FURJ-INPG. Membro do Comitê de Planejamento Estratégico de Educação, do Instituto para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville, do Comitê Regional de Educação da SDR-Joinville. É voluntária na Comissão OAB vai à Escola, da seccional de Joinville.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Advertisement

Qual a sua opinião?