Quem o Professor? PDF Imprimir E-mail
Classificao: / 0
PiorMelhor 
Psicologia e Educao
Escrito por Maria Goreti Gomes   
28-Jun-2012


Em 2008, eu e meus alunos da faculdade INESA traamos um perfil dos professores de nossa microrregio, sobre sua formao, seus hbitos, treinamento e formao continuada, salrio, rea de trabalho. Foi um levantamento que envolveu centenas de professores das trs redes (estadual, municipal e particular), deixando a rede federal de fora por delimitarmos a pesquisa Educao Infantil e ao ensino fundamental, onde rede federal no atua por aqui.

Com base nessa pesquisa (que vi como atual, ainda, em 2012), nos meus anos de docncia e de acompanhamento dos professores, nos cursos, palestras e consultorias, resolvi descrever este ser incompreendido, fundamental na formao de uma sociedade equilibrada: o professor, o mestre, o docente. Eis o que podemos refletir sobre este profissional, razo da existncia deste jornal, em sua edio de aniversrio:

O professor , antes de tudo, um profissional envolvido com as emoes humanas. Um profissional. Ser professor no dom, no arte. cincia! No sacerdcio. profisso! A sociedade, com a anuncia de professores despreparados e polticos (que no sabem conceber Educao), criou certa aura de maternidade e de assistencialismo, na figura da "professorinha", um misto de substituta de pais omissos com provedora de necessidades, quase uma santa, com uma santa pacincia. Quase a totalidade dos professores de nossa regio possui diploma universitrio, cerca de 70% fez ou faz ps-graduao. Deveria ser assim no Brasil todo, mas isso ainda utopia. Quase todos pensam que o ensino superior foi til e necessrio, mas deixou, na opinio deles mesmos, a formao profissional de lado. Ponto para eles. As faculdades trabalham teorias mortas sobre Educao, mas se esquecem de ensinar as tcnicas de manejo de alunos, de estimulao e foco nas aulas e recursos pedaggicos elementares.

Acima de tudo, enxergarmos essa classe como profissionais, assim como mdicos, dentistas e engenheiros fator decisivo para que possam ser respeitados nas suas lutas por salrios, dignidade e qualidade do ambiente de trabalho. Quase a totalidade da classe citou o desrespeito da sociedade como causa da indisciplina e dos baixos salrios. Excelente!

O contnuo aprendizado sobre o ser humano e seus mecanismos de aprendizagem caracterstica dessa profisso. O professor o que transita sua prxis entre a aprendizagem e o conhecimento, por isso necessita de treinamento e formao continuada, para acompanhar o desenvolvimento social de seu pblico (crianas e jovens), as tecnologias, reas de interesse, novas prticas de ensino, por exemplo. Praticamente 85% dos professores afirmaram ser oferecidos treinamentos e cursos num padro satisfatrio de frequncia. Mas aqui reside uma problemtica de vcios de funcionrios pblicos com estabilidade empregatcia: muitos profissionais se acomodam e, medida que as horas de cursos no promovem mais aumento de seu nvel salarial ou funcional, desistem de aprimorarem-se. J ouvi de alguns educadores que no se interessam mais pelos cursos oferecidos, porque j cumpriram as horas para a elevao do nvel no plano de carreira.

O professor tem o que h de mais importante em uma sociedade: a funo de ensinar s novas geraes sobre o mundo, sobre a vida, sobre os mecanismos sociais que causam equilbrio ou desequilbrio na sociedade. Trs quartos dos entrevistados sabem que seu trabalho tem tal responsabilidade, bem diferente de educar, que funo da famlia. Neutralidade e viso multidisciplinar para fazer os devidos encaminhamentos das situaes de desajuste ou carncias sociais no indicam frieza ou indiferena. Significa competncia tcnica e respeito sua rea. A maioria dos profissionais j sabe disso e que no se pode abraar o mundo, que qualquer profissional precisa de ajuda, dentro e fora da escola.

do professor a misso de ensinar a pensar, de desenvolver habilidades e potencialidades, e principalmente conscientizar a necessidade de um mundo tico, de um equilbrio entre desenvolvimento e justia, entre consumo e preservao, sem envolvimentos ideolgicos. o mestre que d sentido a uma sociedade, que prepara o crescimento de uma nao. nas mos do professor que se diminui a criminalidade, que se prepara a mo de obra, que se preserva a sade, que se maneja com responsabilidade o ambiente. Se o professor educa bem, o ambiente mais limpo, a economia diversificada e prspera; se educa mal, o pas mergulha na misria humana e material.

com o preparo docente que se encontra a qualidade em tudo que produzido por um pas. Mas o professor no mero formador de mo de obra: um formador de cidadania, de esprito crtico, um formador de pessoas capazes de ler o mundo e o momento. Pessoas que no podem ser enganadas por polticos espertalhes ou lderes religiosos populistas, que lucram com a misria humana e a imbecilidade dos alienados. Formar pessoas, formar mentes pensantes. O efeito colateral dessa atuao o aumento da autoestima, da iniciativa de vida digna, de busca pelo que justo para que o estudante possa acreditar que ele pea importante na sociedade, que com esforo e tcnica, com cincia e com planejamento, que alcana seus sonhos.

Por isso a classe que mais deve ser cobrada. E a mais valorizada! Por esta responsabilidade, por esta misso essencial vida humana. Mas antes de ser cobrado pelos outros, o professor deve cobrar de si mesmo. Deve ser autocrtico, deve chacoalhar seus pares que se encontram no marasmo, devem chacoalhar a escola, a comunidade, transformar, sair da mesmice!

Alis, sonhos. O professor o realizador dos sonhos da infncia. Dos sonhos da vida. Pelos professores voamos, levitamos, crescemos e nos tornamos gigantes.

Quem o professor? o piloto de nossos sonhos de vida. O barqueiro que cruza o limite entre o desejo de ser e o prazer de realizar.


Maria Goreti Gomes
Sobre este autor:
diretora, editora e jornalista do Jornal da Educao (ISSN 2237-2164)e do Jornal do Santos Anjos.Mestre em Educao e Cultura pela UDESC. Especialista em Jornalismo pela FURJ-INPG. Membrodo Comit de Planejamento Estratgico de Educao, do Instituto para o Desenvolvimento Sustentvel de Joinville, do Comit Regional de Educao da SDR-Joinville. voluntria na Comisso OAB vai Escola, da seccional de Joinville.
 
Advertisement

Qual a sua opinio?